ESBOÇO 789 A ORAÇÃO

ESBOÇO 789
TEMA A ORAÇÃO
TEXTO: SALMOS 55:16,17; TIAGO 5:16
               
                A oração é um meio pelo qual falamos com Deus, é uma súplica, pedido em favor de si, de uma causa, ela pode ser intercessora, ou seja, pedir por outras pessoas. A primeira expressão sobre oração foi “invocar o nome do Senhor” Gn 4:26, no primeiro livro “Genesis” contém seis vezes invocar o nome do Senhor. A oração envolve submissão a Deus. Jesus ensinou aos discípulos como eles deveriam orar, e deixou esse modelo de oração (Lc 11:1-4), embora dificilmente se ouve alguém fazer essa oração, principalmente em algumas igrejas, geralmente optamos por expressões que são propriamente nossas. Nesse simples e breve assunto falarei sobre a oração.

1. A oração imprecatória
Esse tipo de oração invoca a vingança divina sobre os inimigos (Sl 109:8-10), esse salmo implora a Deus que seus inimigos sejam vingados, vejam como: Sejam poucos os seus dias, outro tome o seu lugar, fiquem órfão seus filhos, e viúva a sua mulher! Andem errantes os seus filhos e mendiguem; esmolem longe das suas habitações assoladas. O ato de imprecar; amaldiçoar, eram muito usados na antiguidade pelas pessoas religiosas.

2. A oração pode ser rejeitada
As orações feitas por pessoas sem compromisso com a palavra de Deus as suas orações são, mas abominável, ao Senhor (Pv 28:9); a má convivência entre marido e mulher cristão impede que as suas orações cheguem aos ouvidos de Deus (I Pe 3:7b), assim com a oração do egoísta é rejeitada.

3. A oração do fariseu
Toda hipocrisia é rejeitada por Deus, a oração feita pelo fariseu no templo era mais uma exaltação a si, ele apresentava seus feitos. “E disse também esta parábola a uns que confiavam em si mesmos, crendo que eram justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo.” As orações devem ser feitas com sabedoria, não devemos usá-las como métodos de desabafo, humilhar e expor as particularidades de grupo ou de pessoas, não usemos a oração para apontar os erros dos outros, e indiretamente justificar-se, e nem induzir e atrair as pessoas para si, e nem mesmo criar situações com esse tipo de oração, ela é abominável ao Senhor.

4. A oração aceita
A oração do publicano era completamente inversa a do fariseu; “O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem misericórdia de mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado.” (Lc 18:9-14)

3. A Oração com humildade
Aquele que se dirige a Deus em oração deve ter humildade, a oração ensinada por Jesus mostra isso, a nossa oração ao Senhor deve iniciar da seguinte maneira:
(a) exaltando a santidade divina,
(b) pedir-lhe que lhe mantenha o sustento
(c) o pedido de perdão;
(d) perdoar os que lhe ofenderem;
(e) pedir livramento das tentações;
(f) e que o Livra do mal.

Existem pessoas que precisam aprender a fazer as suas orações, se for feita em público deve-se ter muito cuidado, principalmente quando orar por pessoas enfermas, até mesmo aqueles que estiverem sendo atormentadas por espíritos maus. A nossa oração para ser aceitas por Deus é preciso atentar para alguns requisitos importantes (Mt 6:1-6). Quando jejuares tenham cuidado, não jejuar sem comedimento para demonstrar excesso de santidade (Mt 6:16-18). Tenhamos cuidado para que as nossas orações não sejam impedidas através da nossa má convivência familiar e com as outras pessoas. A nossa vitória vem através das orações, não precisa ser longa, Jabez fez uma pequena oração com poucos pedidos.

“Foi Jabez mais ilustre do que seus irmãos; sua mãe chamou-lhe Jabez, dizendo: Porque com dores o dei à luz. Jabez invocou o Deus de Israel, dizendo: Oh! Que me abençoes e me alargues as fronteiras, que seja comigo a tua mão e me preserves do mal, de modo que não me sobrevenha aflição! E Deus lhe concedeu o que lhe tinha pedido”. (I Cr 4:9-10)

Pr. Elis Clementino

ESBOÇO 788 OS PERIGOS DA INSENSATEZ.



ESBOÇO 788
TEMA: OS PERIGOS DA INSENSATEZ.
Assim como a mosca morta faz exalar mau cheiro e inutilizar o ungüento do perfumador, assim é para o famoso em sabedoria e em honra um pouco estultícia.” Eclesiastes 10.1

Uma mosca, inseto que aos nossos olhos é insignificante para estragar o perfume de um perfumista, entretanto ela tem a capacidade de deteriorá-lo, não somente o perfume como também contagiar os alimentos.  A lição é: um pouco de insensatez pode destruir os bons feitos de muitos sábios. “O fulano é tão inteligente, mas um pouco da sua insensatez desmereceu a sua inteligência”. Muitas vezes os nossos planos são magníficos, mas um pouco da nossa insensatez pode estragar todos eles. (I Co 5.6). Comentarei neste assunto sobre a insensatez, a prudência e as pequenas falhas que podem estragar grandes projetos.

I. Definição
Insensatez - esse substantivo feminino caracteriza a insensatez ou atitude de quem é insensato; falta de juízo, loucura; resultante da falta de bom senso, de ponderação; imprudência loucura.

II. A insensatez
1. O insensato pela sua loucura constrói a sua casa sobre a areia, e com a sua própria insanidade a derruba (Mt 7.26). A insensatez tem conduzido muitas pessoas à desgraça, “Todo prudente age com conhecimento, mas o tolo espraia a sua loucura.” (Pv 13.16; 12.23; 15.2).

2. Ela está cada vez mais habitual na vida de muitas pessoas, principalmente naquelas que menos esperamos. Isso é visível em todos os seguimentos da sociedade, inclusive no mundo cristão. A insensatez tem gerado escândalos que prejudicam o crescimento do reino de Deus na terra.

3. A mosca morta significa as nossas pequenas atitudes, sejam elas, em expressões, ações ou atitudes irrefletidas. O insensato expõe tudo o que há dentro dele, isso constitui-se um perigo principalmente no mundo atual.

(O rei Ezequias após ser curado milagrosamente, recebeu uma embaixada do Rei de Babilônia (Merodaque - Baladã) trazendo consigo presente para ele, o problema não era receber a visita, mas ter a insensatez de mostrar tudo o que havia em sua casa, inclusive os seus tesouros, isso não pareceu bem aos olhos do Senhor, por isso foi repreendido pelo profeta Isaias declarando-lhe as consequencias (2 Rs 20.12-18).)

“Basta um pouco de insensatez para desmerecer toda inteligência.” (CLEMENTINO)

III. A prudência é resultante da sensatez
A prudência é a virtude que nos faz prever os perigos, Jesus mostrou aos discípulos o valor e a necessidade dela (Mt 10.16). Os prudentes não edificam a casa sobre a areia, mas, sobre a rocha, seus sinônimos são: Cautela, atenção e prevenção, que são resultados de uma mente sensata. (Mt 7.24,25). A mente sensata e sábia deve ser constante, isso significa ponderarmos bem todas as nossas atitudes somente assim poderemos ter uma vida com menos problemas e saudável (Pv 4.12); “todo prudente age com conhecimento.” Pv 13.16a). Na Bíblia tem muitos exemplos extraordinários de pessoas prudentes; Ester, após uma sentença do Rei para destruir todos os judeus, sabendo ela, interveio em oração e jejum, e de forma sábia e perspicaz até que a ponta do cetro do rei fosse apontando para ela (Et 3. 9; 5.1-5; 8.3-11), a prudência de Ester fez com que Hamã fosse atropelado pela sua própria arrogância, a sua imprudência geriu a própria desgraça (Et 8.7).

O insensato cai na sua própria armadilha (Sl 57.6).

O prudente vê o mal e se esconde, mas o simples prossegue e sofre a pena.” (Pv 22.3)

“...vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios.” (Ef 5.15).

Necessitamos ser cautelosos, por falta de cautela muitos têm abortados seus projetos, o mais, pessoas consideravelmente inteligentes. Os nossos cuidados devem ser permanentes, pois uma pequena bobagem pode ser tão danosa quanto uma mosca morta no ungüento do perfumista, “Um pouco da sua insensatez faz desmerecer toda a inteligência que se tem” (Ec 10.1). “A loucura é a causa de muitas desgraças”. Guardemos as recomendações de Salomão (Pv 9.6; 21.20); Jesus diante dos escribas e fariseus (Mt 23.17,19); Paulo considera os gálatas insensatos (Gl 3.1,3); (Ef 5.17) Devemos abandonar toda insensatez e seguir caminhos que nos levem ao bom senso; (Tt 3.3). "A sensatez deve presidir todos os atos da vida do homem." (Carlos Bernardo González Pecotche)

Pr. Elis Clementino

ESBOÇO 789 DUAS COISAS QUE SE CONTRAPÕEM



ESBOÇO 787
TEMA: DUAS COISAS QUE SE CONTRAPÕEM
TEXTO: “Vindo a soberba, virá também a afronta; mas com os humildes está a sabedoria.”
Provérbios 11:2

Existem coisas que se contrapõem entre si, a humildade e a soberba, no meu conceito há uma linha divisória entre as duas, o que faz com uma se oponha a outra, ou seja, elas se objetam entre si, a ALTIVEZ e a HUMILDADE, ambas possuem características opostas. A Bíblia Sagrada condena intensamente sobre a soberba e alerta a todos que tenham cuidado porque ela precede a ruína, e a altivez do espírito a queda (Pv 16:18; Pv 18:12a), já a humildade precede a honra (Pv 18:12b).

1. Altivez e humildade
1.1. A altivez é uma qualidade de alguém que tem amor próprio e considera-se superior ou digno mais do que os outros, embora sejam sinônimos, porém no meu entender a soberba está relacionada a um comportamento que signifique arrogância ou soberba. “A altivez, assim como pode conotar uma qualidade, como por exemplo a característica de digno e nobre, também pode ser utilizada de maneira pejorativa, revelando alguém arrogante ou muito pomposo, que age com presunção”. O homem soberbo não tem a dimensão do que a soberba pode causar em sua vida, Jesus falou aos seus discípulos o que causaria a arrogância do coração “E o que a si mesmo se exaltar será humilhado...;” (Mt 23:12ª). Na Bíblia Sagrada há exemplos de pessoas que não foram humildes, entre elas quero citar um que por causa do orgulho quase perdia o seu milagre, isso mostra o quanto é ruim o orgulho. Naamã o General Sírio, era leproso e conforme o profeta Elizeu ele deveria dar sete mergulhos no rio Jordão, porém o nobre general se recusou a dar esses sete mergulhos porque o rio Jordão estava com a água turva (Para cada milagre uma dificuldade). É importante ressaltar que por falta de humildade o indivíduo pode deixar de alcançar as grandes oportunidades na vida, especialmente quando se trata das bênçãos espirituais provenientes de Deus.

1.2. A humildade
Modéstia, submissão, subserviência, embora exista a falsa humildade, que nada mais é do que artificiosa e falaz, as pessoas com essas características não vão muito longe com seu engano, bem logo se é revelada, porque o indivíduo não consegue segurar a falsidade por muito tempo, ela é como uma espécie de algo superficial e como maquiagem que se vai durante a noite e logo na manhã seguinte a realidade aparece. A falsa modéstia pode enganar, mas não por muito tempo. Josué o sucessor de Moisés foi enganado (Js 9:1-17, 14-17,22). Os fariseus também apresentavam uma humildade e justiça aparente (Mt 23:27-32).

2. A verdadeira humildade
Ela é a virtude que nos dá a sensação de fraqueza, modéstia, respeito, reverência e submissão, ela deve estar presente nas pessoas, independentemente de crença, raça, cor e posição social, a humildade fica bem em todo lugar, ela enobrece as pessoas, principalmente quando a humildade é espontânea (Gn 13.8-18); ou seja, sem forçar, saindo de dentro do coração (Pv 16.19; Mt 11,29); Ela é acompanhada pela mansidão e longanimidade (Ef 4.2; Cl 3.12); Manifesta-se no fruto do Espírito. A humildade é escoltada pela benignidade e temperança (Gl 5.22); É um revestimento para o ser humano (I Pe 5.5); É uma credencial para entrada no reino dos céus (Mt 5.3). Abrão foi honrado por Deus pela sua atitude de humildade, mediante a disputa de terra pelos seus pastores e o do seu sobrinho Ló. A humildade precede a honra (Pv 18:12).

4. Humildade mediante o chamado divino
Alguns exemplos de humildade registrado nas escrituras devem ser seguidos: Jacó após o desacerto com seu irmão Esaú, orou a Deus e se humilhou ao encontrar-lhe (Gn 32.10); Saul diz ser o menor e reconhece a sua fragilidade diante de Samuel (I Sm 9.21); Davi diante do Senhor ele se julga ser incapaz “Quem sou eu” (2 Sm 7.18); Salomão “eu sou apenas um menino” (I Rs 3.7); Isaias o profeta “ai de mim” reconhecendo o seus pecados (Is 6.5); Jeremias, “sou uma criança” (Jr 1.6); João Batista no batismo de Jesus (Mt 3.14); Paulo “eu sou o principal pecador” (I Tm 1.15). Os milagres de Jesus, o centurião demonstrou humildade não sou digno que entre debaixo do meu telhado (Mt 8.8); A mulher Cananéia “Os cachorrinhos também comem das migalhas” (Mt 15.27).

Somente os humildes serão recompensados (Pv 22.4; I Sm 1.15,16); Honrados por ser humildes (Pv 15.33); Triunfarás se tudo quanto fizerdes for por humildade (Fl 2.3); Bem-aventurado os humildes de espírito, porque terão lugar no céu (Mt 5.3). A falta de humildade tem levado muitas pessoas ao fracasso, por isso necessitamos de humildade, não somente na aparência, mas no coração. Os simples deixam as diferenças de lado e se abraçam como fez Jacó e Esaú (Gn 33.3-10). Sejamos humildes, nada perderemos por isso. “A humildade é a mais difícil das virtudes cristãs” T.S. ELIOT. Filipenses 2:3 - "Nada façais por contenda ou por vanglória, mas com humildade cada um considere os outros superiores a si mesmo."

Pr. Elis Clementino

Foto